8º Simpósio Produção de Leite

Acompanhe como foi o 8º Evento do Simpósio: "Um Jeito Novo de Olhar a produção". Perguntas e respostas do evento

Questionário realizado durante a inscrição do 8º. Simpósio.


1) A longo prazo como ficaria a comparação do custo do Free stall x Compost Barn Como poderia ser utilizado na prática a eficiência alimentar como indicador?

R) Parece me que a grande diferença é o custo energético. No final um profissional que montou dois Free Stall e dois Compost Barn na mesma época no Goiás nos disse que as vacas no Compost precisam produzir 2 litros de leite a mais para pagar a diferença.


2) Qual teor de amido máximo aceitável em dietas para bovinos leiteiros e se a fase de lactação também esta sendo considerada?

R) Máximo depende do FDN de forragem. Não mais do que 40% do FDN de forragem. Se for grão úmido 30% acima do FDN de forragem. Dica do Dr. Bill Weiss.


3) Qual o melhor procedimento ou manejo que podemos fazer, para ter certeza que a dieta aniônica está tendo efeito sobre as vacas no período pré parto?

R) Medir o pH da urina que deve estar entre 6,2 a 6,8


4) O que devemos fazer para ter um bom manejo e uma ótima nutrição tendo um alto custo de produção?

R) Pessoas qualificadas e capacitadas na operação e proporcionar conforto para os animais.


5) Qual a base da excelência da produção de leite?

R) Três coisas em conjunto: nutrição, ambiente e animais adequados, assumindo que pessoas seja a premissa acima das três.


6) Como usar a pastagem da melhor forma numa dieta em um programa, sabendo que seus índices variam muito de dia para dia, piquete para piquete, tanto em quantidade como em qualidade?

R) Padronizar a oferta ajustando a suplementação no cocho.E entendendo que o sistema de vacas em pastagens varia mesmo,e que é necessário diariamente avaliar a oferta para aumentar e diminuir a suplementação no cocho.


7) Escutei em uma palestra que leite não dá diarreia em bezerros, e que pode dar leite à vontade. Qual sua opinião sobre este assunto?

R) Seis a oito litros por diaé o indicado. Na natureza uma bezerrade corte ao pé da vaca mama de 9 a 12 litros de leite.


8) Restrição alimentar na fase de recria ajuda no crescimento correto do úbere?

R) No período pré-púbere não é indicado um ganho de peso acima de 850 gramas por animal. Sob risco de penalizar a produção em toda vida futura, portanto monitore o ganho de peso diário e restrinja ganhos acima desse valor.


9) Qual o número mínimo de animais para iniciar uma produção leiteira, que se viabilize economicamente?

R) Difícil de responder. Depende do objetivo financeiro.


10) Um assunto que está sendo muito abordado, é o amido e como maximizar o aproveitamento deste pelos animais. Muitas propriedades estão fazendo o monitoramento do amido do rebanho e da dieta, mas ainda não dão muita importância na produção de uma silagem de qualidade. Qual a interferência da qualidade da silagem com relação ao aproveitamento ou não do amido pelos animais?

R) Há interferência por duas maneiras. A primeira e óbvia, é que a silagem de milho é uma importante fonte de amido e por isso interfere diretamente neste ponto. A segunda e indiretamente é que a silagem de milho possui fibra fisicamente efetiva e este nutriente regula a taxa de passagem de toda dieta do animal e por esse motivo também interfere no aproveitamento do amido


11) Em relação ao manejo da terneira, quais são as exigências básicas nutricionais para que ela alcance as expectativas quando obtiver a puberdade?

R) A meta para todo fase de crescimento de animais especializados da raça holandesa é atingir com 24 meses 85 % do peso adulto. Para tal é necessário um ganho de peso diário médio de 750 g/dia em toda fase jovem. Outras diretrizes mais pontuais são: 1- dobrar de peso aos 60 dias. 2- 50 % do peso adulto com 13 meses. 3- 85% do peso adulto ao entrar no pré parto.


12) Em média o custo de implantação de um sistema Compost Barn é menor que um Free Stall. Como fica esta relação ao largo de 10 anos?

R) O custo de implantação dos dois sistemas bem feitos é muito semelhante. Importante é que ao se alojar uma vaca faça a aspersão e vento na linha de cocho


13) Em se tratando de formulação de dietas em rebanhos a pasto, qual a melhor forma de se mensurar o consumo de MS da pastagem?

R) Essa é a grande dificuldade. Talvez seja isto que mais explique porque vacas a pasto possuem maior variação na produção de leite diária.


14) Com os dados que temos hoje sobre a produção de leite no Brasil,haveria necessidade de o produtor ter uma mudança de conduta em relação a manejo e nutrição?

R) Depende da sua conduta. Mas em se tratando de um item que representa 65% do custo da propriedade, vale a pena sempre repensar as práticas alimentares. Quantos produtores fazem controle leiteiro, controle reprodutivo, controle de mastite e quantos fazem algo em alimentação? 65%do custo de produção não é um argumento suficiente?


15) Gostaria de saber se existe um parâmetro ideal de intervalo entre partos para bovinos leiteiros em propriedades de média e em propriedades de alta produtividade, existe relação direta no aumento desse intervalo a medida que temos vacas mais produtivas?

R) Acredito que toda vaca deva ter uma oportunidade de ter um intervalo entre partos de 12 meses, o que significa, 1 IA antes de 90 dias. Se isto resultar em algo abaixo de 13 meses ou acima de 15 meses, uma avaliação detalhada do rebanho deve ser feita,portanto para mim esse é o intervalo ideal.


16) Gostaria de saber quais os parâmetros seguros e indicados para descarte de vacas com problemas reprodutivos, no caso de propriedades com alta produção a dificuldade de emprenhar vacas de alta produção existe, é realidade nos sistemas de produção? Como descartar esses animais problemáticos? O que devemos avaliar?

R) Precisa avaliar qual é o número de animais que não emprenham e qual o motivo, normalmente animais são descartados por problemas reprodutivos associados a casco, mastite, úbere e idade.


17) Qual melhor tipo de ventilação para confinamento , sendo o vento predominante do leste na parte da manhã e oeste na parte da tarde?

R) Depende. Leve um especialista em construção quando for projetar. O confinamento você vai utilizar 30 anos estando certo ou errado, existe uma longa data para diluir o custo do projetista por mais caro que ele cobrar e por incrível que pareça ele vai te cobrar muito barato (cerca de 4 x a diária de reprodução)


18) Qual é o alimento que tem melhor custo benefício para a produção de leite?

R) Silagem de milho de alta qualidade com certeza.


19) Uma ração com uréia pecuária na sua formulação pode prejudicar a produção de leite? Qual o período que seria mais agravante esta queda?

R) Não. Para se ter uma ideia a vaca recicla naturalmente 130 g de ureia para o rúmen todos os dias, a ureia é validada na nutrição de ruminantes desde a década de 60 e a utilização desta uréia quando o mix de forragens que a vaca utiliza for menor do que 14% aumenta e muito a eficiência biológica e técnica do sistema de produção.


20) Quantos partos são necessários para custear a criação de um animal de reposição?

R) Não sei, mas dados passados da gestão financeira da Castrolanda indicam que o lucro de duas lactações inteiras são necessárias apenas para pagar o investimento improdutivo deste animal em seus primeiros 24 meses de vida. FAÇA SUA VACA VIVER MAIS DE DUAS LACTAÇÕES, do contrário ela é negativa no sistema de produção.


21) Hoje existem muitas ofertas de aditivos, se cada um deles tivéssemos a resposta que nos dizem teríamos vacas com mais de 100 litros por dia. Quais os aditivos que são importantes na dieta de uma vaca leiteira?

R) Uma boa frase sobre o tema é: aditivo bom é aquele que você precisa dele. Meta análises são um referencial para mim.


22) Como administrar a variação nutricional dos diversos ingredientes da dieta utilizados diariamente para o rebanho leiteiro?

R) Comece medindo a ingestão e a sobra diária do oferecido por lote de vacas em lactação e a MS semanal de todos os alimentos úmidos. Depois evolua analisando frequentemente em um laboratório suas forragens.


23) Na sanidade do casco qual é fator alimentar que mais impacta?

R) O que mais impacta é o tempo que a vaca deita em 24 horas. Depois a qualidade do piso que ela caminha. E por último a nutrição de carboidratos, proteínas, minerais e vitaminas.


24) Qual o nível adequado de uréia no leite para animais em regime de pastoreio. (semiconfinado)?

R) Ideal é menor que 16 mg/dl. Mas em pastos bem adubados e sem silagem de milho sendo utilizado parcialmente fica difícil estar dentro dessa meta.


25) Qual é diluição adequada Concentrado x Volumoso para vacas de alta produção? 

R) Variável a cada situação. Totalmente dependente da qualidade da sua forragem e quanto suas vacas estão comendo.


26) Qual é o nível adequado de uréia em uma ração para vaca leiteira?

R) Vamos falar por vaca. Creio que 0,6% da dieta total um bom número.Se a vaca estiver consumindo 22 kg de matéria seca seria 132 gramas no máximo, segundo um dos autores do NRC 2001. Segundo Weiss, outro autor, ele já considera 50 gramas por vaca/dia como máximo


27) Quanto da receita seria viável o produtor gastar com alimentação para o rebanho leiteiro?

R) É difícil fazer esta conta, porque depende do preço do leite. Se o preço do leite cair muito vamos parar de tratar das vacas?Ou se subir muito precisamos necessariamente gastar mais?


28) É possível fornecer somente no concentrado a quantidade necessária de sal mineral para animais de alta produção?

R) Possível e fundamental. Porem existe uma grande diferença entre sal mineral e núcleo mineral. Vacas leiteiras precisam de núcleo mineral. Bois de corte precisam de sal mineral. Existe uma grande diferença entre eles. Cuidado para não se confundir.


29) Nos dias atuais é necessário que um concentrado contenha sequestrante de micotoxina? 

R) Uma boa frase sobre o tema é: aditivo bom é aquele que você precisa dele. Fazeranálises são um referencial para mim. Porem a região de vocês no Paraná possui um histórico alto de incidência? e se sim, uma boa ideiaé utilizar um bom produto preventivamente. Certifique-se que esteja com um produto validado. Adsorvente de micotoxinas é o aditivo que mais cresce nos USA


30) Sabemos que a Ecografia é uma ferramenta muito utilizada e eficiente quanto ao diagnóstico precoce de prenhez - 28 dias. Tenho taxa de serviço de 72%, onde detecto o cio com facilidade. Será que o diagnóstico com 60 dias não seria mais interessante?

R) Não sei responder


31) Quais as ferramentas disponíveis no mercado para avaliarmos a qualidade da dieta consumida pelos animais que podem ser utilizadas como rotina em uma propriedade leiteira?

R) Toda semana passar a peneira no oferecido e na sobra seria interessante. Analisar em 3 dias consecutivos a dieta total também é uma maneira.(fazer isto mensalmente) e confrontá-la com o formulado.


32) Qual é a quantidade de monenzina que começa a não fazer efeito, podendo prejudicar o resultado?

R) Monensina em doses altas terá efeito em eficiência alimentar sempre.Porém chega a um ponto que começa cair muito a ingestão e a gordura do leite.Eu ficaria preocupado acima de 22 partes por milhão


33) A mudança de três ordenhas para duas ordenhas, afeta mais qual categoria de animais? Primíparas, início de lactação, meio ou fim de lactação? Qual é o patamar de redução de produção? 

R) Boa pergunta. Nos USA existem apenas 15% dos rebanhos em três ordenhas. O resto em duas ordenhas.Mas sabemos que a terceira ordenha é validada e vai te aumentar 12% na produção de leite. Toda tecnologia a resposta será maior nos animais de menor dias em lactação.

34) Qual é a melhor maneira de prevenirmos a mastite?

R) A melhor maneira de prevenir mastite é no começo da lactação, através de uma dieta equilibrada, controle da cetose e hipocalcemia no pré-parto e um bom ambiente. Sem falar em linha de ordenha e um plano eficiente dos cinco pontos de controle da mastite


35) Quais os registros mínimos necessários para se conseguir gerenciar a propriedade leiteira?

R) Mínimo: Controle leiteiro mensal e registro individual de cada vaca para sanidade e reprodução


36) Com relação ao balanceamento de carboidratos fibrosos, quais os limites aceitáveis, dentro do contexto de campo, para o FDN fisicamente efetivo? Com que frequência devo monitorar a sua efetividade? Considerando vacas com potenciais produtivos altos. Ademais, qual a relação adotada entre FDN>8mm e amido degradável visando a formulação de dietas? 

R) Fisicamente efetivo > 22%. FDN > 8 mm próximo de 15%. Amido na dieta entre 24% a 28% seria o ideal. 24 quando muito degradável no rúmen, como grão úmido, trigo, cevada. E 28% quando milho moído seco,


37) Qual é a primeira providência que você realiza quando inicia uma consultoria numa propriedade? Quais as maiores falhas no uso de carreta misturadora total?

R) Primeira providência é entender a expectativa do produtor. E depois entender a rotina e o ambiente da fazenda, para os animais e para as pessoas. 

Depois seria entender os alimentos e a resposta das vacas no momento.


38) Qual é a melhor suplementação para animais em sistema de pastejo rotacionado com produção superior a 15 quilos dia ?

R) Depende. Mas basicamente energética e depois uma fonte de proteína não degradável no rúmen.


39) Na sua opinião, qual o sistema de produção com melhor viabilidade para nossa região?Semi intensivo com duas ordenhas, confinado com compost bar ou com freestall ambos com três ordenhas?

R) Depende. Para mim o diferencial é 90% o produtor (pessoas + execução + assistência técnica) e 10% o sistema.


40) Porque o nível de gordura baixa quando os animais são colocados na pastagem de azevém? 

R) Depressão da gordura do leite é multifatorial. Cada caso deve ser avaliado individualmente .


41) Podemos trocar a silagem de milho pelas pastagens de boa qualidade? Isto é, retirar o silo e coloca-las na pastagem de azevém?

R) Podemos. Mas acima de 28 kg de leite se tiver como fazer uma dieta parcial com silagem de milho mais concentrado no meio do dia vai maximizar a performance e muito.


42) Qual é o custo benefício para utilização da cevada úmida?

R) Depende do preço do farelo de soja e outros alimentos. Mas se a silagem não estiver bem fermentada ela entra sem pensar no preço, porque o potencial de aceitabilidade dela é muito grande. Gosto muito da cevada eo preço determina se uso muito ou pouco. Se estiver perto sempre mantenho ao menos um pouco nas dietas


43) Qual é o benefício da picagem da silagem com ensiladeiras convencionais ou com as automotriz? Em que condições uma é melhor que a outra?

R) Não sei, mas o professor Patrick da UFPR fez este estudo e se encontra no Portal da ensilagem. É um site


44) Sequestrante de micotoxina é muito importante na formulação de concentrados?

R) Já respondido acima


45) Se eu inseminar novilhas com menos de 1 ano, qual e meu maior risco de perda? Seria na produção ou ela talvez ela não estaria bem formada ?

R) Recomendo inseminar acima de um ano.


46) Porque o monitoramento da cetose em vacas do pós -parto é tão importante e qual a relação que este distúrbio metabólico possui na vida produtiva do animal?

R) A cetose diminui imunidade, consumo e reprodução. 75% de todas as doenças de vacas leiteiras acontecem no primeiro mês após o parto, portanto realmente este ponto é o estrangulamento do sistema


47) Qual a opinião em relação a dieta única em rebanho de vacas holandesas com média de 30 litros por dia?

R) Sou contra. Dieta única pra mim é como blusa de meia estação. De manhã você passa frio e de tarde passa calor. Em certos momentos do dia você se senti confortável.


48) Qual é a proporção dos seguintes alimentos que tenho disponibilidade? Silagem de milho Pastoreio de boa qualidade 2 horas por dia Ração 18% proteína bruta - 70 NDT Sal Mineralizado? 

R) O importante da dieta é ser feita na propriedade, monitorando fatores como stress térmico, escore de condição corporal,consistência do esterco, produção de leite, sólidos, reprodução, etc.


49) Existe como medir quanto uma vaca come de matéria seca por hora? Isto é a sua capacidade de ingestão.

R) Por dia. Por hora não.


50) Quando devemos colocar gordura na suplementação de dietas de vacas leiteiras?

R) Em vacas acima de 35 kg de leite, sempre. Outros pontos que me levam a utilizar gordura são: eficiência alimentar baixa, necessidade de economizar forragem, baixa condição corporal, stress térmico e risco de acidose.


51) Qual a importância de um bom manejo no pré-parto?

R) É o ponto de partida para um rebanho de sucesso


52) Soja crua em grão pode ser fornecido para a vaca leiteira e que em quantidade?

R) Pode sim, porém a proteína é muito degradável no rúmen. Cuidado com excesso.


53) Dos subprodutos, qual deles tem melhor custo benefício na alimentação das vacas leiteiras?

R) Todos tem potencial. O preço é que vai nos dizer. Isto é muito dinâmico e submetido a lei mais antiga do mundo: OFERTA E PROCURA


54) O período de transição é um desafio para o produtor. Como o produtor lida com o aumento do concentrado que pode levar a acidose metabólica?

R) Fazendo uma dieta pós parto que seria intermediária em relação a dieta do pico de lactação.


55) Observando a frase presente no folder, quais as diretrizes que devemos seguir frente ao cenário financeiro/político atual?

R) Gestão, foco e muito trabalho.


56) O que devemos pesquisar numa dieta quando a produção não é aquela esperada? Por onde começar?

R) Energia, proteína metabolizável e consumo.


57) Quando a raça Jersey ou Pardo Suíça leva vantagem sobre a Holandesa?

R) Pergunta difícil. Mas com certeza quando o prêmio por sólidos é muito grande


58) Nos casos de diarréia de bezerros, qual a característica das fezes em relação ao agente causador?

R) Existem tabelas sobre isto. Mas no momento não sei lhe responder. Encorajo-lhe a fazer uma pesquisa na internet


59) O sal mineral existente dentro de um concentrado é suficiente para todas as vacas leiteiras de um rebanho?

R) Idem acima


60) Porque as propriedades mais tecnificadas acabam apresentando custo de produção mais alto se a tecnologia aplicada deveria melhorar a lucratividade da propriedade?

R) O foco não deveria ser no custo e sim no lucro por vacaou por hectare. Do couro sai a correia. Se quiser ganhar mais dinheiro, terá que investir mais.Foco no lucro máximo em detrimento ao custo mínimo.


61) Com relação a silagem de milho, na opinião do palestrante qual das duas situações é pior: A colheita precoce do milho, com alta umidade, baixa produtividade e pouco amido nos grãos ou a colheita tardia, com baixa digestibilidade do amido e dificuldade de colheita/compactação?

R) Nossa!Difícil. Mas prefiro errar pra menos.Creio que matéria seca baixa produz resultados melhores do que a matéria seca muito alta.Devido à contaminação elevada de fungos que temos com a matéria seca muito alta.


62) Que aditivos alimentares podem ser dado nas ultimas 3 semanas antes do parto?

R) Gosto muito de monensina sódica, metionina protegida (ou colina). E o mais importante é um sal aniônico de boa qualidade.


63) A utilização do Linter-pró da Cooperativa Witmarsum é interessante para qual época do ano? Ela pode alterar a composição do leite (gordura x proteína)?

R) Não conheço o produto.


64) O que fazer para acabar com o lamaçal / barro nas entradas das salas de ordenha. 2- Você é a favor do uso de pomada no interior do teto? Por quê?

R) O barro é uma briga diária. Vacas produzem 9% do peso vivo em esterco e mais 15 a 20 litros de urina. Compactação, escoamento da água com declividade do terreno, calhas e bocas de lobos poderiam ser feitos em muitos locais que são beiradas de instalações. Ou seja, trazer o planejamento normal da engenharia para as construções rurais


65) O que fazer para acabar ou diminuir as células somáticas?

R) O mais importante é querer. Depois escolher um profissional capacitado para saber quais as prioridades,entendendo equipamento, ordenha e agentes presentes no rebanho.


66) A facilidade de manejo aplicando a dieta única justificam a sua implantação na fazenda?

R) Não justifica. O custo alimentar hoje é muito caro para fazermos isto.


67) Usando pastagem de Tifton em bom estado mais 10 kg de silagem por vaca por dia, em condições práticas de campo, quantos kg de ração 18% PB deve ser usada para manter uma vaca em lactação de 500 kg de peso vivo e produção diária de 20 litros?

R) Próximo a cinco kgde concentrado. Depende muito do deslocamento dos animais. Mas certifique-se que realmente seria a ração 18% que você precisa


68) Qual a importância de se utilizar uma forrageira de alta qualidade na formulação da dieta dos animais e que impacto isso tem na rentabilidade de uma propriedade de leite?

R) Importância é grande. Impacto é enorme. Vacas não possuem exigência de concentrado. Elas possuem exigência de energia, proteína, fibra e minerais /vitaminas. Existem dietas de 45 kg de leite com 65% de forragem. E existem dietas para 28 kg de leite que se não tiver 65% de concentrado as vacas diminuem a produção. Agora, faça as contas de quanto custa 1 kg de concentrado e quanto custa um kg de forragem. Ai temos uma idéia da importância e do impacto das forrageiras no sistema de produção.


69) Quais os componentes da dieta total que auxiliam na melhoria da imunidade dos animais? Há produtos no mercado específicos para esse fim que tragam bons resultados?

R) Uma dieta equilibrada é o mais importante. De A a Z. A de água e Z de zinco.


70) Importância de uma boa alimentação e suplementação de cálcio no período de lactação?

R) Idem acima.


71) O peso da novilha na primeira IA tem grande influencia na vida produtiva?

R) Prefiro pensar sempre no peso ao parto.Este tem uma importância enorme. Crescer é uma prioridade para a novilha em relação a lactação.


72) Uréia baixa no leite pode prejudicar a produção? Existe um valor mínimo ou quanto mais baixo melhor?

R) Pode sim. Nossa meta seria NUL de 10 a 14 mg/DL


73) Devo usar uma variedade/híbrido de milho específico para fazer silagem? Por quê?

R) Com certeza. Porque produz mais leite. Milho produtivo e com fibra de boa digestibilidade.


74) É melhor usar feno ou pré-secado na dieta? Qual dessas duas formas de produção de forragem tem o melhor custo benefício?

R) Depende do custo. Se fizer pré-secado certifique-se que tenha um bom padrão de fermentação.


75) O fornecimento de uréia por longos períodos mesmo que na dosagem recomendada podem provocar problemas reprodutivos na vaca?

R) Não. O que prejudica a vaca é o desbalanço proteíco. Seja este excesso,vindo de uréia, proteína do pasto ou do farelo de soja do concentrado.


76) Qual o principal gargalo na nutrição animal nos dias de hoje?

R) Para mim em rebanhos tecnificados seria medir a ingestão dos animais.Para rebanhos de baixa tecnologia seria o desconhecimento e falta de assistência técnica em nutrição. 


77) Quais as doenças que mais atrasa o desenvolvimento do bezerro?

R) Diarreia no período inicial e depois a tristeza parasitária bovina.Creio eu.


78) Qual é a área de espaço ideal para criação de bezerros?

R) Depende do sistema. Mas se preocupe com espaço de cocho. Este é o maior gargalo.


79) Qual é a idade mínima que podemos desmamar os bezerros?

R) Quando ele dobrar de peso.


80) O Holandês vermelho e branco tem o mesmo potencial de produção do que o preto e branco?

R) Provavelmente não. Porque da quantidade que fazemos a qualidade e a população é muito maior no HPB


81) Quando uma bezerra pode comer silagem de milho?

R) A partir de 100 dias, como ideal.


82) Por quanto podemos vender um bezerro recém nascido?

R) Depende de vários fatores, um deles é a genética.


83) Qual é o percentual ideal de bezerras para um rebanho estabilizado em relação ao total do rebanho?

R) Depende. Sinceramente não sei responder.Teoricamente seria o suficiente para repor o tamanho do rebanho adulto.


84) Até que idade uma bezerra precisa receber concentrado com alto teor de proteína, ou seja ração específica para bezerras?

R) Precisa fechar a dieta. Depende muito da forrageira que seráutilizada. Tem forragens de 7% de PB e alfafa com 21% de PB. Depende da forragem.


85) Qual é a forma ideal de descorna dos bezerros e qual a melhor idade?

R) Pergunte ao veterinário de sua confiança.


86) Podemos cobrir uma novilha já com doze meses de idade? Qual é o prejuízo que pode causar para o futuro do animal?

R) Meta seria parto aos 24 meses, prejuízo seria piora na performance. Imagine perder 500 kg a 1000 kg de leite em uma lactação por conta de 60 dias.


87) Quando deveremos iniciar um programa de desverminação para os animais de leite?

R) Depende. Pergunte a um veterinário de sua confiança,


88) Podemos fornecer leite em pó para a bezerra desde o nascimento?

R) Prefiro começar com leite em pó com 14 dias de idade.


90) O que fazer para que as bezerras não mamem uma nas outras?

R) Manter as bezerras presas após a amamentação para perder o estimulo a sugar.


91) Qual é o manejo sanitário que devemos aplicar aos bezerros?

R) Pergunte ao veterinário de sua confiança


92) Durante o processo de ordenha, qual é o melhor manejo para evitarmos as variações de C.B.T. e C.C.S.?

R) idem acima


93) Sabendo dos benefícios do conforto térmico em vacas também durante o período seco e não somente no pré-parto podemos trabalhar com um único lote desde a secagem até o parto? Mesmo em dietas com baixo potássio não temos benefícios na utilização de sais aniônicos nas dietas do pré-parto?

R) Esta é uma duvida que tenho. Existem pesquisas que 45 dias de dieta aniônica deram um bom resultado. Portanto secar com 45 dias e colocar diretamente na dieta pré-parto aniônica. Mas existe um grande desconforto por parte dos bons profissionais, formadores de opinião com esta prática 


94) Qual sua opinião sobre a utilização de Colina protegida ou CLA para vacas no período de transição?

R) Colina protegida deve ser avaliada, existem motivos técnicos validados que justifiquem seu uso.


95) O que é silagem de qualidade?

R) Amido acima de 28%, FDN abaixo de 50% e digestibilidade da FDN acima de 42%


96) Qual a melhor forma de fazer a transição da nutrição das vacas do pré-parto para o pós-parto?

R) Com pleno reconhecimento de todos de que esta é a hora crítica da vaca, por isto ela deve ser prioritária.


97) Por que a teta da vaca pode rachar?

R) Pergunte ao veterinário de sua confiança


98) Quais práticas nutricionais e de manejo tornam os cooperados da Cooperativa Witmarsum mais competitivos no mercado leiteiro?

R) Infelizmente estou distante de vocês para arriscar a responder esta pergunta. Mas sem dúvida morar na propriedade e ser presente todos os dias no sistema de produção é um dos mais importantes.


99) Quais os cuidados que devo ter no pré parto?

R) Conforto térmico, controle da CC, restrição de sódio e potássio, dieta específica para o período e espaço de cocho adequado.E parto assistido.


100) Peço tratarem aspectos econômicos da produção de leite à base de pasto.

R) Tema é muitocomplexo para ser tratado de maneira tão simplista.


101) Como fazer para equilibrar uma dieta para um animal de média e de alta produção? E como evitar diarreia em bezerros?

R) Nutrição: Tenha um nutricionista competente para lhe assistir. Diarreia: Colostro de boa qualidade, em quantidade adequada e o mais rápido possível. Depois seria higiene de ambiente e de equipamentos. Leite de alta qualidade para ser fornecido


102) O milho grão inteiro em dietas para vacas leiteiras permite trabalhar com níveis mínimos de forragem? Teria que utilizar algum aditivo na dieta?

R) Não recomendo a utilização de milho grão inteiro para vacas leiteiras


103) Que ajustes posso fazer no teor de FDN fisicamente efetivo (FDNfe) de silagens pré-secadas de capins temperados com alta qualidade?

R) Em relação ao tamanho de partículas? Se sim, processar com tamanho médio de partículas entre 2 a 5 cm.


104) Para controle de células somáticas devemos evitar a presença de bactérias na ponta do teto no momento da ordenha e não permitir a penetração destas bactérias na glândula, regulagem do equipamento, higienização e uso de detergentes. quais são os cuidados que devemos ter? produtos auxiliares? manejo? para reduzir o número dessas células:

R) Pergunte ao especialista em ordenha.


105) A nutrição do animal esta diretamente ligada a CCS do leite?

R) Indiretamente ligada. Diretamente seria contaminação da glândula mamária.


106) Em uma dieta na qual existe a suplementação com sal mineral, mas os animais apresentam apetite depravado com a ingestão de terra e mordem a madeira das instalações. Existe uma maneira prática para avaliação dos animais para saber exatamente qual mineral está deficiente na dieta? E ainda, a baixa disponibilidade de fibra na dieta, como em períodos de pouca disponibilidade de pastagem, pode ocasionar essa alteração de comportamento?

R) Esta é uma pergunta frequente a todo especialista em minerais. Sinceramente, nenhuma resposta até hoje me deixou muito satisfeito, certifique-se que os animais estejam bem nutridos. Se o consumofor muito alto, avalie a necessidade de utilizar minerais orgânicos. Se preocupe com acidose, micotoxinas, qualidade da água.


107) Quais os impactos do tema "Manejo e Nutrição do Gado Leiteiro" nesse tema tão atual? Por que medir? 

R) Porque o que não é medido não é gerenciado. Manejo é 80% doresultado e nutrição é 20%. Mas é um casamento sem divorcio. Quem não tem um não terá sucesso no outro.


108) Como o bem estar das vacas leiteiras interfere na nutrição e posterior produção das mesmas?

R) De diversas maneiras.  Muito complexo para uma resposta simples. Mas é importante saber que o stress térmico é o maior gargalo na produção de leite brasileira


109) Normalmente a % de gordura é maior que a % de proteína, algumas vacas apresentam estes dados inverso; sabemos que a proteína do leite sofre pouca variação, mas a gordura pode ser drasticamente alterada, quais seriam as principais causas desse problema e as medidas de correção?

R) Multifatorial. Mas atenção especial para gordura suplementada, tipo de gordura, balanceamento de carboidratos, velocidade de ingestão do concentrado, stress térmico e aditivos


110) Qual o pH ideal para silagem de milho?

R) Abaixo de 4.0


111) Qual a melhor forma de conservação da silagem de milho ?

R) Trincheira.


112) Frente a demanda crescente da população por produtos de origem animal que utilizem menos substâncias sintéticas além da proibição de alguns países referente ao uso de fármacos antes usados como aditivos alimentares, qual será a tendência das novas tecnologias para a nutrição do gado leiteiro e o que já está mais ao alcance dos produtores e nutricionistas?

R) Aditivos que comprovadamente melhorem a saúde de vacas leiteiras ganharão muito espaço. Consistência dos aditivos por metaanálises e revisões de literaturas também serão cada vez mais frequentes para que tenhamos a certeza de que estamos empregando nosso dinheiro no lugar certo.